sábado, 9 de agosto de 2014

Homem é preso com drogas e dinheiro em Pocrane, Leste de MG

Suspeito tentou dispensar a droga no momento da prisão.
Foram apreendido drogas, dinheiro e cartões.


G1 Vales de Minas Gerais
Suspeito tentou dispensar drogas no momento da prisão (Foto: Divulgação/PM)Suspeito tentou dispensar drogas no momento da prisão (Foto: Divulgação/PM)
Um homem de 38 anos foi preso nessa terça-feira (29) no bairro Cônego Ricardo, em Pocrane, Leste de Minas Gerais, suspeito de tráfico de drogas.
Ao entrarem na residência, os militares viram o homem jogando uma sacola em cima do telhado da casa vizinha. Ao verificar o material, os militares encontaram a droga.
Com o suspeito foram apreendidos 29 pedras de crack, nove papelotes de cocaína, R$ 317 em dinheiro, sacolinas usadas para embalar drogas, uma carteira de identidade civil e um cartão do programa Bolsa Família do Governo Federal.
Visualizar

'Dos quatro, só matei meu irmão', diz homem preso pela Polícia Civil no ES

Marcelo de Almeida era foragido da cadeia de Guanhães, no Leste de MG.
Ele foi condenando por dois homicídios e é suspeito de outros dois crimes.


Diego SouzaDo G1 Vales de Minas Gerais
A delegada Fernanda Dourado diz que Marcelo é o principal suspeito pela morte de dois taxistas. (Foto: Diego Souza/G1)A delegada Fernanda Dourado diz que Marcelo é o
principal suspeito pela morte de dois taxistas.
(Foto: Diego Souza/G1)
Marcelo Júnior de Almeida, 32 anos, foi preso na noite desta terça-feira (29), no município de São Roque do Canaã (ES) pela Polícia Civil de Valadares e do Espírito Santo.
Ele estava foragido da cadeia de Guanhães, no Leste de Minas Gerais onde cumpria pena pela morte de um fazendeiro no ano de 2010. Marcelo já havia sido julgado e condenado pela morte do próprio irmão, em 2004.
Na tarde desta quarta-feira (30), Marcelo Júnior de Almeida foi apresentado na delegacia deGovernador Valadares. A delegada Fernanda Dourado contou que além dos dois homicídios, Marcelo é suspeito de outros dois homicídios.
“Em 2004 ele matou o próprio irmão em Peçanha. Depois, em 2010, ele matou um fazendeiro a facadas e tiros por questões financeiras, também no município de Peçanha. Ele era funcionário do fazendeiro e teve a ajuda de outros dois comparsas que também foram presos na ocasião", conta a delegada.
A delegada revelou ainda que Marcelo é suspeito de matar um taxista em Guanhães.
"Em 2011, ele fugiu da cadeia de Guanhães onde cumpria pena de 21 anos pela morte do fazendeiro. Após a fuga ele se tornou o principal suspeito da morte de um taxista na zona rural  e estamos investigando também a morte de outro taxista de Peçanha, em 2010, onde o Marcelo é o principal suspeito”, revela a delegada.
Marcelo Júnior de Almeida confessou que matou o próprio irmão, mas negou participação em outros três crimes. (Foto: Diego Souza/G1)Marcelo Júnior de Almeida confessou que matou o
irmão, mas negou participação em outros 3 crimes.
(Foto: Diego Souza/G1)
Ao ser apresentado na delegacia de Valadares, Marcelo Júnior de Almeida confirmou que matou o irmão, mas negou envolvimento na morte do fazendeiro e dos dois taxistas.
“Dos quatro matei só o meu irmão. Ele batia na minha mãe e eu não aguentei ver isso. Eu realmente era funcionário do fazendeiro, mas ele não me devia nada. No dia do crime estive lá para tentar avisar  que estavam planejando a morte dele. Só quis ajudar, mas não deu tempo. Sobre esses taxistas eu até conhecia um deles, mas não tenho nada a ver com a morte deles”, declarou Marcelo.
Questionado sobre o motivo da fuga da cadeia de Guanhães, Marcelo disse que não podia permanecer preso pois precisava cuidar da filha recém-nascida. Ele foi encaminhado ao presídio de Valadares onde vai ficar a disposição da justiça de Peçanha e Guanhães.
Visualizar

8ª Cia de Missões Especiais de Valadares comemora 10 anos

Evento que marcou as comemorações reuniu várias autoridades.
Unidade é composta por quatro pelotões.


Diego SouzaDo G1 Vales de Minas Gerais
Diversas autoridades marcaram presença nas comemorações dos 10 anos da 8ª Cia MEsp. (Foto: Diego Souza/G1)Diversas autoridades marcaram presença nas comemorações dos 10 anos da 8ª Cia MEsp. (Foto: Diego Souza/G1)
Diversas autoridades estiveram presentes na cerimônia de comemoração dos dez anos da 8ª Companhia de Missões Especiais de Governador Valadares, no Leste de Minas Gerais. O evento aconteceu na sede da 8ª Cia MEsp, na Rua Marechal Floriano, no Bairro de Lourdes.
Na ocasião foram entregues medalhas e certificados de “Missão Cumprida” a militares reformados da 8ª Cia MEsp. Outras pessoas e entidades que contribuíram para o aprimoramento e a eficiência dos trabalhos da Polícia Militar também receberam certificados e troféus. Outra novidade anunciada durante o evento foi a reativação do canil.
“Este é um momento especial, de muita alegria e satisfação na comemoração de uma década da 8ª Cia Mesp. Para mim é uma honra muito grande comandar uma tropa tão operosa. O nosso principal objetivo é resgatar o sentimento de segurança pública da sociedade. A segurança pública sempre será o nosso desafio, especialmente no combate ao tráfico de drogas que gera outros problemas na nossa cidade”, diz o comandante da 8ª Cia MEsp, Major Célio Alves de Menezes Júnior.
Atualmente, a unidade é composta por quatro pelotões voltados exclusivamente para a execução de policiamento especializado e munidos forte armamento, equipamentos e viaturas para a utilização em ocorrências de alta complexidade.
Visualizar

Grupo que cometeu três assaltos em menos de 2h em Valadares é preso

Crimes foram nos Bairros Universitário, Grã Duquesa e Jardim Pérola.
Três dos quatro suspeitos presos já têm passagens pela polícia.


Diego SouzaDo G1 Vales de Minas Gerais
A PM aprendeu dois uniformes que os suspeitos utilizavam como disfarce para a prática de assaltos. (Foto: Diego Souza/G1)A PM aprendeu dois uniformes que os suspeitos utilizavam como disfarce para a prática de assaltos. (Foto: Diego Souza/G1)
Quatro homens foram presos na tarde desta terça-feira (29), em Governador Valadares, no Leste de Minas Gerais. Eles são suspeitos de cometerem pelo menos três assaltos num intervalo de uma hora e meia. De acordo com a Polícia Militar, os roubos aconteceram a partir das 13h30, nos Bairros Universitário, Grã Duquesa e Jardim Pérola.
Dois dos presos seriam co-autores dos roubos realizados em Valadares na tarde desta terça. (Foto: Diego Souza/G1)Dois dos presos seriam co-autores dos roubos
realizados nesta terça. (Foto: Diego Souza/G1)
“Fomos acionados pelas vítimas e com base nas características dos suspeitos conseguimos abordá-los e prendê-los no Bairro São Paulo. Eles voltavam de uma casa que fica no Bairro JK II onde haviam deixado uniformes de duas empresas da cidade que eles usavam como disfarce para praticar roubos. Eles não tem nenhum vínculo empregatício com estas empresas”, contou o sargento Carlos Wendel Silva Ramos.
Ainda segundo a PM, durante o assalto os suspeitos utilizaram uma arma que não foi encontrada. Durante a ação do quarteto foram roubados dois celulares e R$ 900 em dinheiro que foram recuperados pela polícia.
“Um dos celulares foi roubado no Bairro Universitário e o outro no Grã Duquesa. No Jardim Pérola eles tentaram roubar uma moto e não conseguiram, mas levaram R$ 900 de uma vítima. Dois dos suspeitos são os autores dos roubos e outros dois são co-autores”, afirma o sargento Wendel.
Três dos quatro rapazes presos já têm passagens pela polícia por uso de drogas, roubo e posse de arma de fogo. Os materiais e os suspeitos foram levados para a delegacia de Valadares.
Visualizar

PM de Fabriciano prende um dos 12 criminosos mais procurados de MG

Suspeito é apontado pela PM como autor de pelo menos cinco homicídios.
Preso foi depor no fórum de Fabriciano e juiz expediu mandado de prisão.


Patrícia BeloDo G1 dos Vales de Minas Gerais

Após uma audiência interrogatória, no fórum de Coronel Fabriciano, foi preso na noite dessa quinta-feira (31), um homem suspeito de cometer pelo menos cinco homicídios. Rerisson Ferreira Barreto, de 24 anos, é considerado pela Polícia de Militar de Minas Gerais como um dos 12 criminosos mais procurados do estado.
Segundo informações da tenente Sheila Pereira do Santos, o suspeito é natural de Coronel Fabriciano e é apontado pela polícia como autor de um homicídio no Morro do Carmo, em 2012.
“Na época do assassinado no Morro do Carmo, a Justiça chegou a conceder um mandado de prisão preventiva contra o suspeito, porém a polícia não conseguiu prendê-lo, porque Rerisson não estava mais morando em Fabriciano”, explica a tenente.
  •  
Procurado é suspeito de ter cometido pelo menos cinco homicídios (Foto: Divulgação / Polícia Civil)Procurado é suspeito de ter cometido pelo menos
cinco homicídios (Foto: Divulgação / Polícia Civil)
A tenente relata que há cinco meses, Rerisson foi preso na cidade de Serra, no estado do Espírito Santo, por porte ilegal de armas. O suspeito foi preso com revólver calibre 32. “Ele ficou somente dois meses na cadeia e depois foi liberado. Agora, novamente, foi expedido mandado de prisão preventiva, e após a audiência no fórum ele foi detido e encaminhado para delegacia”, completa.
Prisão Preventiva
De acordo com a tenente, nas últimas semanas, Rerisson estava com intuito de retornar a Coronel Fabriciano. Para não ser preso, o suspeito procurou um advogado e solicitou uma audiência para se apresentar, e responder em liberdade ao processo de um dos homicídios que ele é apontado.
Contudo, o juiz da comarca de Fabriciano optou pela prisão preventiva de Rerisson, que foi encaminhado ao Batalhão da PM. Em seguida o suspeito foi levado para delegacia, onde foi atuado e encaminhado para a cadeia de Fabriciano.
“Rerisson é um elemento muito perigoso, existem vários mandados de prisão contra ele, são pelo menos cinco homicídios, em que a polícia acredita que ele é o autor. Contudo, o suspeito ainda não foi julgado, acreditamos que daqui para frente as investigações irão prosseguir”, finaliza.
Visualizar

Homem é preso em Valadares com 18 quilos de maconha em uma mala

Prisão aconteceu em um ponto de apoio de uma empresa de ônibus.
Suspeito tinha em mãos uma passagem com destino à Almenara.


Diego SouzaDo G1 Vales de Minas Gerais
Além dos 21 tabletes de maconha a PM apreendeu R$ 244 em dinheiro com o suspeito. (Foto: Diego Souza/G1)Além dos 21 tabletes de maconha a PM apreendeu R$ 244 em dinheiro com o suspeito. (Foto: Diego Souza/G1)
Um jovem de 25 anos foi preso na tarde desta quinta-feira (31), em um ponto de apoio de uma empresa de ônibus, às margens da BR-116, em Governador Valadares, no Leste de Minas Gerais.
O homem aguardava o ônibus e tinha passagem com saída de Belo Horizonte e destino para Almenara, no Vale do Jequitinhonha. Na bagagem ele levava 21 tabletes com aproximadamente 18 quilos de maconha.
A atitude suspeita do homem e uma tatuagem chamaram a atenção dos militares que resolveram abordar o suposto passageiro.
“Estávamos fazendo um patrulhamento pelo local onde o suspeito foi preso quando nos deparamos com ele aparentando um certo nervosismo. Quando nos aproximamos percebi que ele tinha uma tatuagem que o caracterizava como um punguista, aquele indivíduo que pungueia, que furta algo em meio a aglomeração de pessoas. Antes mesmo de abrir a mala ele admitiu que tinha os tabletes de drogas na mala”, afirma o tenente Tiago Braga.
O suspeito não tem passagens pela polícia em Minas Gerais. Ele é natural de Morro Agudo no interior de São Paulo. Ele foi ouvido e encaminhado à delegacia de Valadares.
Suspeito foi preso em um ponto de apoio de uma empresa de ônibus, às margens da BR-116, em Valadares. (Foto: Diego Souza/G1)Suspeito foi preso em um ponto de apoio de uma empresa de ônibus, às margens da BR-116, em Valadares. (Foto: Diego Souza/G1)
Visualizar

Suspeito de estupro em Ipatinga é também indiciado por roubos

Acusado foi preso em julho deste ano apontado como autor de estupro.
Após a prisão, outras testemunhas afirmaram terem sido vítimas de roubo.


Patrícia BeloDo G1 Vales de Minas Gerais

Apresentado em julho deste ano pela Polícia Civil de Ipatinga, Erivaldo Almeida Caetano é suspeito de ter cometido vários estupros e roubos na região. Após a prisão, cinco novas testemunhas compareceram à Delegacia de Mulheres dizendo terem sido vítimas de assaltos praticados por ele.
Suspeito  está sendo indiciado por dois crimes contra o patrimônio registrados no bairro Bethânia (Foto: Polícia Civil)Suspeito está sendo indiciado
por dois crimes contra o
patrimônio. (Foto: Polícia Civil)
Um novo inquérito policial foi instaurado para apurar os casos. O suspeito foi indiciado por dois crimes contra o patrimônio registrados no Bairro Bethânia.
Roubos
Segundo informações da Polícia Civil, no dia 28 de junho deste ano, duas pessoas também foram vítimas de Erivaldo. As testemunhas contaram que voltavam de uma festa, de carro, e ao parar em uma rua no Bairro Bethânia foram abordadas pelo suspeito.
Elas contaram que Erivaldo entrou no carro anunciando o assalto e uma mulher, que estava na direção, arrancou o veículo arrastando o intruso até um local onde haviam outras pessoas. Quando o bandido se viu em desvantagem, desistiu do assalto.
Outras duas vítimas também deporam contra Erivaldo na Delegacia de Mulheres. Ainda segundo a polícia, o preso agiu da mesma forma em outros assaltos registrados em julho.
Essas vítimas também voltavam de carro de uma festa quando pararam na Avenida Gerasa, no bairro Bethânia, e foram surpreendidas por Erivaldo, que entrou no carro e anunciou o assalto. Na ocasião, ele roubou os aparelhos celulares e joias das vítimas.
Ao ser ouvido na delegacia, Erivaldo confessou o crime e disse que escolhia vítimas aleatoriamente e que eram mulheres porque “o roubo é mais facilitado”.

Estupro
Erivaldo é apontado também como o principal suspeito de ter roubado e estuprado duas jovens no mês passado. Ele teria usado uma réplica de arma de fogo para abordar as vítimas. Segundo a polícia, após abordar as mulheres, ele as obrigava a dirigir até um local onde as estuprava. Após o crime, levava os pertences pessoais das vítimas e dinheiro.

De acordo com relatos já colhidos pela Delegada de Mulheres, Lívia Athayde, Erivaldo atuava usando resquícios de crueldade com suas vítimas. Consta que, quando ele era menor, praticava sexo oral e anal com as vítimas e depois as colocava no porta-malas do carro.
Visualizar

Homem é preso em flagrante ao desenterrar maconha em Ipatinga

Com ele foram encontrados 12 kg da droga.
Maconha estava enterrada no bairro Jardim Panorama.


Do G1 Vales de Minas Gerais
Droga foram apreendidas em locais diferentes na rua Curió (Foto: Denner Rocha/ Polícia Civil)Os tabletes apreendido pesa cerca de 12 kg. (Foto: Denner Rocha/ Polícia Civil)
Um homem de 29 anos foi preso na última quarta-feira (6), suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas. Ele foi abordado na rua Amazonita, bairro Jardim Panorama  com cerca de 12 kg de maconha.
Segundo informações da PM, a polícia se dirigiu até o local após receber denúncias anônimas informando que um homem estaria guardando droga em um terreno atrás de sua casa.
No momento em que militares chegaram ao local, o suspeito foi flagrado desenterrando a droga. Ao ver a PM, ele tentou fugir, mas acabou preso. No terreno a polícia apreendeu oito barras grandes de maconha e uma balança de precisão. De acordo com a PM, os tabletes de maconha apreendido pesa aproximadamente 12 kg.
Ele foi preso e encaminhado a Delegacia de Polícia Civil, juntamente com o material apreendido.
Visualizar

Jovem esconde cocaína dentro do carro e acaba preso em Caratinga

Foram apreendidos R$ 198 e nove papelotes de cocaína.
Suspeito disse que vendia a droga para aumentar a renda.


G1 Vales de Minas Gerais
Droga e dinheiro estavam escondidos dentro do carro do rapaz (Foto: Divulgação/PM)Droga e dinheiro estavam escondidos dentro do carro do rapaz (Foto: Divulgação/PM)
Um jovem de 19 anos foi preso na noite dessa quarta-feira (06) no bairro Dario Grossi emCaratinga, leste de Minas Gerais, suspeito de tráfico de drogas. Segundo a Polícia Militar, uma denúncia anônima informou que o rapaz estaria vendendo entorpercente na rua Marechal Deodoro. Ao verificar o carro em que o suspeito estava, a polícia encontrou nove papelotes de cocaína e R$ 198.
Ainda segundo a polícia, a denúncia informou que o rapaz trabalhava em um bar da região e utilizava o carro para esconder e revender a droga.
O jovem admitiu que a cocaína econtrada no porta-luvas do carro era de sua propriedade e que estaria comercializando o produto para aumentar a renda. Ele foi preso e conduzido à delegacia juntamente com o material apreendido.
Visualizar

Jovem de 18 anos tenta fugir da PM e é baleado no peito, em Ipatinga, MG

Rapaz foi preso por furto e posse ilegal de arma, mas fugiu da delegacia.
Quando adolescente, o fugitivo participou do assassinato de uma mulher.


Patrícia BeloDo G1 Vales de Minas
Com fugitivo a polícia apreendeu uma arma de fogo, droga e dinheiro (Foto: Denner Rocha/ Polícia Civil)Com o fugitivo a polícia apreendeu uma arma de fogo, droga e dinheiro (Foto: Denner Rocha/ Polícia Civil)
Um jovem de 18 anos foi baleado no peito após tentar fugir da delegacia de Ipatinga, na noite dessa quarta-feira (06), depois de ser preso por posse ilegal de armas e furto.
Segundo informações da Polícia Militar, o jovem, que estava algemado, teria pedido para ir ao banheiro. Ao voltar do sanitário, foi encaminhado para pátio externo da delegacia, onde sua mãe entregaria um par de chinelos.
Ainda de acordo com a PM, o preso aproveitou que o portão da delegacia, que dá acesso a rua Santa Bárbara, estava aberto, empurrou a mãe, e começou a correr, mesmo algemado.
Após a fuga, a polícia perseguiu o criminoso pelas ruas Santa Bárbara, Montes Claros e Pouso Alegre, e depois rua Varginha, entrando por becos na região do Morro do Cemitério.
A polícia relatou também que o sargento conseguiu recapturar o preso e o conduziu novamente à delegacia, segurando o fugitivo pelas algmemas. Durante o retorno o bandido tentou novamente fugir.
Neste momento, o preso e o sargento Santana entraram em uma luta corporal, segundo informações da polícia. O autor começou agredir o militar e gritava "vou te matar! vou te matar!", e em seguida mordeu a mão direita do PM, provocando ferimentos leves.
A polícia conta também que o sargento foi "esganado" pelo autor, que escapou novamente pela rua Varginha, mas entrou em um beco sem saída. Ao se restabelecer, o PM deu voz de prisão para o fugitivo, e pediu que o mesmo se entregasse.
Os militares disseram que o preso não se rendeu, e avançou em direção ao sargento, que efetuou um disparo com uma arma de fogo, acertando a região do toráx do bandido. O preso foi encaminhado para o Hospital Márcio Cunha e seu estado de saúde e estavel. O fugitivo está na pronto atendimento sob escolta policial.
Já o sargento Santana também foi atendido com um ferimento na mão direita, escoriações e arranhões, e em seguida foi liberado. A arma também foi recolhida pela PC. O caso está sob apuração pela Polícia Judiciária militar.
Participação em assassinato
O fugitivo de 18 anos já tem diversas passagens pela polícia, depois de ter atingindo a maior idade.Quando menor, o preso foi apontado como autor de um assassinato de uma mulher no bairro Jardim Panorama, em outubro de 2012. Na ocasião, o crime teria sido encomendado pelo marido da vítima, que contratou dois adolescentes.
O crime foi na madrugada do dia 5 de outubro. Dois menores de 15 e 16 anos invadiram a casa em que estava a família e renderam a mãe e o filho de 14 anos, que dormiam juntos. A outra filha do casal dormia em um outro quarto, mas não presenciou o crime.
Durante o suposto latrocínio foi roubado uma motocicleta e também uma quantia de R$ 5 mil. Após agredir mãe e filho, os assaltantes utilizaram fitas adesivas para imobilizar as vítimas. No momento da fuga, um dos homens voltou ao local e golpeou a mulher com uma facada no pescoço.
Dois dias após o crime, durante depoimento, o marido confessou para a polícia ser o mandante. Os dois adolescentes, na época, também foram apreendidos e confessaram a participação no assalto e na morte da mualher.
Visualizar

Três pessoas são presas por suspeita de tráfico de drogas em Valadares

Prisões aconteceram na manhã desta quarta-feira no Residencial Figueira.
Casal emprestava casa para tráfico em troca de drogas para consumo.


Do G1 Vales de Minas Gerais
Três foram presos em GV (Foto: Mauricio Oliveira)Com eles foram encontradas drogas em GV
(Foto: Mauricio Oliveira)
Três pessoas foram presas no fim da manhã desta quarta-feira (6), em Governador Valadares, no Leste de Minas Gerais. O trio é suspeito de tráfico de drogas no Residencial Figueira. Um homem 30 anos que tinha um mandado de prisão em aberto foi preso na Rua K.
Em frente ao local onde o suspeito foi preso, a Polícia Militar prendeu um casal. Eles são suspeitos de “emprestar” a própria casa para que o homem guardasse armas e drogas que seriam comercializadas posteriormente.
Os militares chegaram até o casal por meio de uma denúncia anônima. Um homem de 54 anos tentou negar que usava a casa como esconderijo, mas a sua mulher, de 47 anos, confirmou que o marido escondia o material na residência. O material seria de outro suspeito. Em troca o casal ganhava cigarros e pequenas quantidades de crack para consumo próprio.
As drogas foram encontradas enterradas no quintal da casa dentro de um cano plástico. Vidros de licodaína e ácido bórico também foram encontrados em cima de um armário. O suspeito nega que a droga encontrada na casa do casal seja dele. Os três foram encaminhados para a delegacia de Valadares onde são ouvidos.
Visualizar

Patrulha escolar em Fabriciano reduz em cerca de 50% índice de violência

Foram 120 ações preventivas, como visitas e operações corredor.
Ação está sendo realizada preventivamente em 10 escolas públicas.


Patrícia BeloDo G1 Vales de Minas Gerais
Parulha está atuando desde o inicio do ano em Fabriciano (Foto: Divulgação/PM)Parulha está atuando desde o inicio do ano em Fabriciano (Foto: Divulgação/PM)
Desde o início de 2014, a Patrulha Escolar atua preventivamente em 10 escolas públicas no município de Coronel Fabriciano. Em menos de um ano, o trabalho gerou resultados positivos, como a redução de ocorrências em mais de 50%.
No primeiro semestre, a Patrulha Escolar atendeu 25 ocorrências, como roubo, lesão corporal, ameaça, agressão e pichação. Além desses registros foram executadas 120 ações preventivas, como visitas tranqüilizadoras e operações corredor de segurança. Em contra partida, em 2013, a PM registrou 54 ocorrências e 72 ações preventivas no ambiente escolar.
O trabalho é realizado em conjunto com Superintendência Regional de Ensino, Secretaria Municipal de Educação e Conselho Tutelar. O trabalho da Patrulha Escolar surgiu em virtude dos problemas de segurança pública na rede estadual e municipal de Coronel Fabriciano, que conta com 19.227 alunos. 
Entretanto, em consenso com a Superintendência Regional de Ensino e Secretaria Municipal de Educação, foram priorizadas algumas escolas, por terem apresentado ocorrências de maior gravidade, dentre elas agressão a um professor e um porteiro.
Trabalhamos com a frente preventiva e a repressiva"
Tenente-coronel Alves
“Buscamos o fornecimento de informações qualificadas e direcionadas as crianças e adolescentes do Ensino Fundamental e Médio, de modo que se comportem de maneira saudável. Trabalhamos com a frente preventiva e a repressiva, contando com a participação de todos os nossos colaboradores”, explica o comandante do 58º BPM, tenente-coronel Wanderson Stenner Alves.
A Patrulha Escolar conseguiu ainda afastar indivíduos estranhos na porta das escolas estaduais Joaquim Gomes, Celina Machado, Pedro Calmon, Nicanor Ataíde, Dr.Querubino e Rotildino Avelino. Isso provocou uma aproximação ainda maior entre a PM, corpo docente e discente.
“Para 2015, o planejamento é aumentar a efetividade do policiamento”, afirma o tenente-coronel Wanderson Stenner Alves.
A Superintendência Regional de Ensino informou ainda que, desde a implantação da Patrulha Escolar no município, a direção das escolas relatou uma redução da evasão escolar. Além disso, houve uma melhoria no comportamento dos alunos do Ensino Médio, com a queda no número de brigas no portão das instituições e redução nos registro de uso de drogas e bombas, tanto no turno matutino quanto no vespertino.
Visualizar

Menor suspeito de matar adolescente com pedrada é apreendido

Ele é o principal suspeito da morte da adolescente Karoline Luisa de 16 anos.
Segundo o delegado Gean Vitor Fanti, teria acontecido no dia 13 de abril.


Diego SouzaDo G1 Vales de Minas Gerais
Menor de 17 anos é o principal suspeito da morte da adolescente Karoline Luisa de 16 anos (Foto: Fabiana Conrado)Menor de 17 anos é o principal suspeito da morte da adolescente Karoline Luisa de 16 anos (Foto: Fabiana Conrado)
Um menor de 17 anos foi apreendido na tarde desta terça-feira (5), em Governador Valadares, no Leste de Minas Gerais, por suspeita de ato infracional análogo ao crime de homicídio. O menor é o principal suspeito da morte da adolescente Karoline Luisa de 16 anos.
O crime, segundo o delegado Gean Vitor Fanti, teria acontecido no dia 13 de abril, mas o corpo só foi encontrado no dia seguinte. “A avó da vítima chegou a registrar uma ocorrência pelo desaparecimento da neta no domingo, dia 13, mas como ela foi morta em um local ermo, o corpo só foi encontrado na segunda-feira, dia 14”, contou o delegado.
O corpo de Karoline foi encontrado em um lote vago na Rua 15 de Novembro, no Bairro Vera Cruz. Na tarde desta terça, o menor foi apreendido na sua residência, na Rua Diamantina, na Vila Isa.
De acordo com o delegado Gean Vitor, a motivação do crime está relacionada com a compra de uma arma. “O menor teria comprado uma arma na mão da adolescente, porém ela não teria entregado o objeto. Então ele teria acertado uma pedrada na cabeça dela”.
O suspeito foi ouvido na delegacia e logo depois encaminhado para o Centro de Internação de Adolescentes (CIA), onde vai aguardar o fim das investigações.
Visualizar

Supeito é detido por apropriação indébita de 16 cheques em Valadares

Ele nega que tenha se apropriado dos cheques e diz que caiu em um golpe.
Dois dos 16 cheques foram depositados em sua conta bancária.


Diego SouzaDo G1 Vales de Minas Gerais
16 cheques foram encontrados com supeito (Foto: Diego Souza / G1)16 cheques foram encontrados com supeito (Foto: Diego Souza / G1)
Um homem de 34 anos foi detido na tarde desta sexta-feira (1º), em Governador Valadares, no Leste de Minas Gerais. Ele é suspeito de apropriação indébita de 16 cheques. As folhas de cheque somam cerca de R$ 120 mil e foram extraviadas. 
Quatorze cheques pré-datados foram apreendidos pela Polícia Militar. Os valores somados chegam a quase R$ 114 mil. Treze cheques estavam preenchidos com o valor de R$ 8.130 e outro estava com o valor de R$ 8.260.
Segundo as investigações, os cheques são de uma mulher de São Paulo e seriam usados para comprar uma caminhonete em Valadares. No entanto, os cheques foram entregues no endereço errado. Dos 16 cheques, dois foram depositados em uma conta de um homem de Valadares.
De acordo com a delegada Luciana Libório, o caso não se caracteriza estelionato. “O caso é uma apropriação indébita. A dona dos cheques só descobriu o suposto extravio, porque outros dois cheques foram depositados na conta do suspeito, em Valadares, no mesmo dia. Ele foi detido para averiguações, mas foi liberado após ser ouvido”, diz.
Golpe
Na delegacia, o suspeito explicou que pode ter sido usado como “bode expiatório” de outra pessoa que era da sua confiança. “Tem um rapaz que sempre me ajuda na minha loja. Ele recebeu o sedex com os cheques que nem eram para o endereço da minha loja e não me avisou. Depois ele perguntou se eu poderia 'emprestá-lo' a minha conta para que ele recebesse um depósito, como já havia feito para ele em outra oportunidade e eu concordei”, conta o suspeito.
Ainda de acordo com o homem assim que descobriu o fato ele mesmo procurou o rapaz, recuperou os 14 cheques que somam R$ 113.950 e acionou a polícia. “Mas como os outros dois cheques foram depositados na minha conta, eu fui detido como o principal suspeito de ter me apropriado dos cheques. Porém, eu acredito que não é difícil de resolver esse caso, assim que a polícia colocar as mãos neste rapaz a verdade virá à tona”, garante o suspeito.
Porém, ainda de acordo com a delegada, o caso vai continuar sendo investigado. O próximo passo é solicitar aos Correios que forneça o recibo do sedex e a cópia da identidade de quem fez o depósito de dois cheques na agência bancária. O rapaz citado pelo suspeito ainda não foi localizado pela polícia. A apropriação indébita é crime e a pena é de 1 a 4 anos de prisão.
Visualizar

Polícia registra redução no número de homicídios em Valadares em julho

Durante todo o mês de julho deste ano foram registrados três homicídios.
Número é menor em relação aos dez contabilizados no mês anterior.


Diego SouzaDo G1 Vales de Minas Gerais
A polícia investiga as circunstâncias do crime que elevou para 72 o número de mortes por assassinato em Valadares. (Foto: Diego Souza/G1)Número de mortes por assassinato em Valadares teve redução no mês de julho. (Foto: Diego Souza/G1)
Durante todo o mês de julho deste ano foram registrados três homicídios em Governador Valadares, no Leste de Minas Gerais, segundo dados da Polícia Civil. O número é menor em relação aos 10 contabilizados no mês anterior e os 9 registrados no mesmo período de 2013. Em comparação com o mês de maio, o mais violento deste ano, a redução no número de mortes é ainda mais significativa, foram 16 homicídios a menos.
Nos últimos oito anos, apenas o mês de junho em 2012 teve um número tão reduzido de homicídios registrados em Governador Valadares. Na ocasião, também foram contabilizados três assassinatos na cidade.
Os dados divulgados não discriminam o índice de mortes por bairros ou as causas dos homicídios, porém, o delegado de homicídios Gean Vitor Fanti explica que a motivação dos crimes, na maioria dos casos, está relacionada ao consumo de bebidas alcoólicas e ao uso de entorpecentes. Segundo o delegado os números representam um trabalho preventivo.
“Trabalho reforçado de prevenção nas áreas consideradas 'zonas quentes' da cidade, bem como o trabalho de investigação de homicídio nos quais muitos deles viram pedido de prisão ou apreensão quando é adolescente, o que acaba por cessar a sensação de impunidade da população”, afirma o delegado Gean Vitor Fanti.
Ações preventivas
A redução também foi comemorada pela Polícia Militar. De acordo com o capitão da PM, Fernando Costa da Silva, a redução de homicídios no mês de julho é o resultado de um conjunto de ações que têm surtido efeito em Governador Valadares.
“Obviamente que nós vemos com bons olhos essa redução. Isso significa que o trabalho desenvolvido pelas polícias Militar e Civil vem surtindo efeito, no principal objetivo que é guardar vidas, a proteção social. É um trabalho integrado que envolve os órgãos do sistema de defesa social e a comunidade que tem deixado de se envolver na prática de crimes e ajudando a polícia através das denúncias anônimas”, destaca o capitão Fernando.
O capitão também lembrou dos programas desenvolvidos pela Polícia Militar e que contribuem para a prevenção de homicídios. “São programas sociais, como o PPH, Programa de Prevenção de Homicídios, o PPVD, Programa de Prevenção de Violência Doméstica e o GIIE, Grupo Integrado de Intervenção Estratégica que reúne policiais militares e civis no combate aos crimes violentos”, ressalta o militar.
Até a manhã deste domingo (3), a polícia já registrou 86 homicídios em Governador Valadares. Em 2013 foram contabilizados 116 assassinatos durante todo o ano.
Visualizar

Polícia Militar apreende espingarda e cartuchos na zona rural de Passabém

DF/SILVIO ANDRADE
Policiais fizeram buscas por todos os cômodos da casa
Militares do 4° Pelotão da 83ª Cia de Ferros cumpriam mandados de busca e apreensão, quando encontraram numa casa uma espingarda calibre 32 e dois cartuchos do mesmo calibre, na localidade rural de Cachoeirinha, no Sítio São Vicente, zona rural de Passabém. A operação foi realizada na manhã desta quarta-feira, 6 de agosto, em cumprimento a mandados expedidos pelo Juiz de Direito Murilo Sílvio de Abreu.
Os policiais fizeram buscas por todos os cômodos da casa, onde foi encontrada atrás de uma prateleira a espingarda de um cano descarregada. Posteriormente, os militares localizaram em uma gaveta na cozinha dois cartuchos recarregados do mesmo calibre.
Segundo informações da Polícia Militar, o proprietário da casa, Alvimar Antônio da Silva, 48 anos, disse que a arma pertencia a seu pai e por isto não a registrou. Foi dado voz de prisão ao morador. A arma e os cartuchos foram apreendidos e encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Itabira. Estiveram presentes na apreensão o sargento Sergio Carvalho e os soldados Rafael Souza, Marcos Ribeiro e Leonardo Almeida.
Visualizar

Homem é preso em flagrante suspeito de tráfico de drogas em Itabira

DF/SILVIO ANDRADE
Foi encontrado dinheiro, três pedras de crack, uma balança de precisão usada para pesar drogas e plásticos para embalar as drogas
Um homem foi preso em flagrante por tráfico de drogas na noite dessa terça-feira, 29 de julho, no bairro Moinho Velho, em Itabira. O suspeito é Geraldo Sérgio de Souza, de 34 anos.
O Serviço de Inteligência do 26° Batalhão da Polícia Militar já o monitorava à distância. Havia um grande número de pessoas que chegavam e saiam rapidamente do local, na rua Antonina Moreira, no mesmo bairro.
Chegando até Geraldo como se fossem usuários, os militares o abordaram e com ele foi encontrado dinheiro. Os policiais o convidaram a entrar em sua casa e ele os autorizou. Em buscas feitas em seu interior foi encontrado mais dinheiro, totalizando R$ 190. Ainda foram encontradas três pedras de crack, uma balança de precisão usada para pesar drogas e plásticos para embalar as drogas.
O Tático Móvel, composto pelo sargento Gomes e cabos Cláudio e Gilson, também participaram das buscas. Geraldo recebeu voz de prisão e em seguida foi levado à Delegacia de Polícia Civil de Itabira, juntamente do material apreendido. 
Geraldo Sérgio de Souza é suspeito de tráfico (Foto: Silvio Andrade)
Visualizar